Blog

4 termos da moda sustentável que você precisa entender

A palavra sustentabilidade tem sido uma das mais utilizadas quando falamos sobre futuro. Porém, a abertura desse diálogo vem ocorrendo desde a década de 80, quando a expressão ‘desenvolvimento sustentável’ foi utilizada pela primeira vez.

Podemos entender que um desenvolvimento sustentável implica em conseguirmos, enquanto sociedade, existir dentro dos ciclos da natureza, respeitando o seu tempo e o seu espaço – além de abrangermos questões sociais e históricas. A partir disso, esse modelo vem sendo estudado e colocado em prática em dentro de diversos setores – inclusive na moda (e quando citamos a moda, é necessário entender que estamos falando de vestuário e não de tendência).

É provável que, dentro das discussões sobre moda e sustentabilidade, algum desses termos tenham sido mencionados, e muitas vezes confundidos. Por isso, trouxemos aqui a definição de cada uma dessas expressões segundo Elena Salcedo, escritora do livro ‘Moda Ética Para Um Futuro Sustentável‘, a fim de desmistificar de uma vez por todas o significado deles. 

• Slow Fashion

Diferentemente do que muita gente acredita, o slow fashion não é o contrário do fast fashion. Enquanto o fast fashion é um processo de produção acelerado, a moda slow surge como uma abordagem diferente na produção de vestuário. Nesse modelo, a cadeia produtiva está consciente do impacto da roupa na vida das pessoas e no ecossistema.  

O consumidor aqui assume um papel importante nesse processo, pois seus hábitos de consumo são levados em consideração. A intenção é muito mais sobre a qualidade do produto do que sobre o tempo – o que dentro dessa lógica, o tempo de produção acabe sendo um fator crucial para o produto final.

• Moda ética

A moda ética abrange não somente o meio ambiente. O foco desse movimento está nas condições de trabalho dos profissionais que atuam dentro da indústria. Dentre os debates, estão saúde mental dos trabalhadores, carga horária e remuneração justa.

• Ecomoda

Essa expressão também é conhecida como moda ecológica ou moda orgânica, cujo foco é a confecção de roupas e acessórios com métodos que visem a diminuição do impacto ambiental. Uma das práticas da ecomoda é a utilização de fibras orgânicas, onde o produção da matéria prima é feito a partir dos princípios da agricultura orgânica (livre de agrotóxicos e químicos).  

• Moda mais sustentável

Segundo Elena, a moda mais sustentável engloba todas as práticas citadas anteriormente. A ideia é que a sustentabilidade engloba todos os processos da cadeia e visa a subsistência da indústria sem deixar de incluir boas práticas sociais e ambientais. Dentro desse processo, inclui-se também discussões a respeito da velocidade da produção e do consumo.

É importante frisar que a utilização do termo é moda mais sustentável porque a sustentabilidade é um processo lento e complexo, então nenhum produto de moda será completamente sustentável. Toda produção vai gerar um impacto para o sistema. Já conversamos aqui sobre isso algumas vezes, inclusive nesse post. Cabe a nós, consumidores e profissionais de moda, entendermos com profundidade quais são esses impactos a fim de reduzi-los através das boas práticas.

F O N T E S :

SALCEDO, Elena. Moda ética para um futuro sustentável. Editora Gustavo Gili, Barcelona, p. 32 -33, 2014.